Google Translator

quinta-feira, 24 de junho de 2010

Foi-me dito que...


Sobre este post, escreve-me assim o leitor Venâncio:

"Interessante, as sombras são todas iguais. Não são brancas, amarelas ou vermelhas. Somos uma única cor. O que diferencia uma sombra da outra é o tamanho e os objectos que cada um carrega, grandeza do espírito. A humanidade precisa de alguma maneira encontrar a sua sombra."

Dá que pensar, não dá?

Muito obrigado, Venâncio, por esta inquietação...

.

2 comentários:

JB disse...

se gostaste desta frase, investiga a obra da artista plástica Lourdes Castro, que teve até bem pouco tempo uma fantástica retrospectiva no museu serralves. Trabalhou o tema da sombra mais de 50 anos. A ver e conhecer.

Paulino Dias disse...

Olá JB,

Thanks pela dica. Já vi algumas obras dela agora na net, impressionantes mesmo!

Abraço,
Paulino