Google Translator

quinta-feira, 10 de janeiro de 2008

Em jeito de biografia 3

Fale também dos seus projectos. Sobretudo dos projectos, sim senhor. E se te sobrar algum espaço nas folhas em branco do teu caderno, agora sim, fale da sua história. Em jeito de biografia. Poderás dizer que nasceu à beira da ilha numa tarde calma de setembro. Corria o ano 1976, disseram-lhe os seus pais, e por pouco não teve seu destino atrelado ao mar do canal. Pule agora trinta e um anos de estórias e diga apenas que te amou. Inesperadamente. Sem aviso prévio, apenas com um quê de loucura e poesia – ia dizer irreverência - a perpassar-lhe a menina dos seus olhos. Podes até dizer que sentiste medo, num primeiro instante. Mas que depois se diluiu num abraço terno e nos acordes da música “A mim já’m cria ser poeta” que dedilhou no violão – só para ti – ali na varanda do seu apartamento. A lua cheia passeava calmamente no céu destas ilhas naquela noite, lembras-te?

(“Fretcha dzurida ma Tópe de M’randa tá spretá” – foto de PD)

5 comentários:

kakabarboza disse...

Yá P.Dias...Os sossegos da Ilha tem ritmo de trapiche tem o cantar que ajuda tranferir para o cálice o cio da cana. Após postar o Bilhete sem Sobressaltos, visito-te na hora certa. É aquela poesia de que falámos há bem poucos dias.
Hei-de de te ouvir, mais uma vez ao VIVO, mas numa outra dimensão da fala. Estou ansioso. Um abraço Kb

moreia disse...

Passando por aqui,"guitando na fretcha de bô janela", com as sapatos nas mãos, toda encabulada pelos teus elogios, vejo que a modestia é tua. A tua poesia floresce como a cana de açúcar em Dezembro... Obrigada.

Paulino Dias disse...

Ola, "moreia",

Obrigado pela tua visita e pelas palavras...
Volte sempre.

Abracao,
Paulino

Carla Palavra disse...

Paulino tenho que te confessar que sempre que passo por aqui saio acrescentada com uns bons centimetros de inspiração. Ês muito sereno naquilo que escreves e ao ler esta sequencia de biografias isso se confirmou ainda mais. Abraço

Paulino Dias disse...

Alo, Carla, qui tal?

Muito obrigado pela visita e pelas palavras.

Um abraco, e ja agora, bom fim de semana!

Paulino